Cocktail: Manhattan

por Marcelo Cury

Como a maioria dos coquetéis, a origem do Manhattan é incerta. 

Até pouco tempo a criação do Manhattan datava de novembro de 1874, criado para Lady Randolph Churchill no Manhattan Club de Nova York.  No entanto, David Wondrich demonstrou que quando o banquete foi realizado, Lady Churchill estava na Inglaterra, dando luz ao Winston! 

Uma das referências do Manhattan vem do livro de William Schmidt, escrito em 1891, The Flowing Bowl. A receita inclui um traço de absinto e sugere que "pode adicionar um pouco de maraschino, se quiser".

Com o passar do tempo o absinto foi esquecido e o marasquino virou decoração com a cereja.

Embora muitas das receitas tragam a nomenclatura whisky, acredita-se que o Manhattan originalmente era feito com Rye Whiskey. Hoje em dia, comumente utiliza-se Bourbon. Com Whisky, é normalmente chamado de Rob Roy. 

Receita:

60 ml de Bourbon
30 ml de Vermute tinto

2 dashes de Angostura bitters
Servir em um taça coupe previamente gelada
Decorar com uma cereja marasquino